O HUGO recebeu mais uma edição da tradicional Visita Pet, só que desta vez com uma novidade: os cachorros de pequeno porte visitaram colaboradores e pacientes das UTIs. A ação busca humanizar o atendimento e proporcionar mais alegria e descontração para o ambiente

O que há alguns anos parecia impossível, hoje já é realidade, inclusive no Sistema Único de Saúde (SUS). Nesta sexta-feira (17), uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Urgências de Goiânia (HUGO) recebeu uma visita diferente: cachorros de pequeno porte adentraram ao departamento, considerado área fechada, para visitar colaboradores e pacientes. Os animais compõem o Programa de Atividade/Terapia Assistida por Animais (A/TAA), da Universidade Federal de Goiás (UFG).

A visita faz parte do projeto de humanização do atendimento oferecido, uma das prioridades da atual gestão da unidade de saúde. A presença dos cachorros oportuniza mais leveza ao ambiente, além de diminuir a angústia e a ansiedade que costumam afetar quem passa por um tratamento de saúde ou quem acompanha o ente querido nessa condição. Estudos já comprovaram os benefícios psicossociais proporcionados pela interação entre animais e seres humanos. Para os colaboradores, o encontro também é positivo, já que torna mais amena a rotina, que é tão intensa para quem trabalha na assistência.

Essa iniciativa é fantástica! Estamos falando de humanização das UTIs e, com isso, pacientes e colaboradores são beneficiados. Já é comprovado que esse contato com animais alivia o sofrimento dos pacientes, pois faz com que eles tenham menos episódios de ansiedade. Isso está associado, inclusive, ao bem-estar mental e, consequentemente, proporciona melhora no bem-estar físico também”, chancela o coordenador do serviço de Terapia Intensiva do HUGO, Marco Antônio Castilho Júnior.

As visitas, inclusive esta realizada em UTI,são produzidascom a supervisão do Serviço de Controle de Infecção Relacionada à Assistência à Saúde (SciRAS) da unidade, que providencia todas as medidas para garantir a segurança dos pacientes, incluindo a higienização das mãos após o contato com os animais, bem como a dos ambientes por onde os cães passam.

Programa de Atividade/Terapia Assistida por Animais (A/TAA) em Hospitais de Goiânia

O Programa de Atividade/Terapia Assistida por Animais (A/TAA) em Hospitais de Goiânia-GO é uma iniciativa das Faculdades de Medicina e Medicina Veterinária da UFG. No entanto, a ação envolve também alunos dos cursos de Enfermagem, Odontologia e Psicologia, entre outras especialidades.

Antes de serem considerados aptos para as visitas, os cachorros passam por algumas etapas de avaliação. Eles são submetidos a exames comportamental e veterinário – quando o médico veterinário analisa o estado de saúde, cartões de vacinas e hemograma, por exemplo. A entrada em unidades de saúde só é autorizada após a emissão de um atestado sanitário pelo especialista.